Portugal pelas tradições

Aprenda sobre a gastronomia, os espaços e costumes característicos de Portugal.

À Descoberta

“Às armas, às armas! / Sobre a terra e sobre o mar, / Às armas, às armas! / Pela Pátria lutar! / Contra os canhões / marchar, marchar”. Este é o refrão do Hino Nacional “A Portuguesa”. Tal como o hino, também os ambientes, os locais, a arquitetura, a gastronomia, a cultura, e as pessoas fazem de Portugal o Portugal que conhecemos. 

As tradições tendem a distinguir e a caracterizar as diferentes comunidades, culturas e países. Os costumes de cada lugar são formas de expressão das pessoas que lá vivem e que por lá passam. Mais do que diferenciar, as tradições mantêm ainda presente os hábitos das antigas gerações e eternizam a essência das diferentes comunidades. Além de ser essencial contactar com as diferentes cidades, para que as pessoas tenham uma viagem enriquecedora, também devem aprender sobre os diversos costumes, crenças e hábitos que marcam a vida desses locais. 

Lisbon, Portugal

Se quisermos adquirir um postal de Portugal, encontramos inúmeros em que vemos casas e ruas pintadas a cores garridas, com um elétrico amarelo a circular sobre a calçada portuguesa. É Lisboa. Noutros, vemos um famoso animal, de crista vermelha, tronco preto, salpicado de corações e padrões coloridos: o tão famoso galo de Barcelos. A ponte D. Luís I, no Porto, os moliceiros, em Aveiro, a Torre de Belém, em Lisboa, o Palácio da Pena, em Sintra, e as praias do Algarve são outros locais que tendem a preencher os postais e artigos sobre o país. 

Pelas ruas portuguesas, podemos encontrar vários cenários: o movimento acelerado das cidades, paisagens verdejantes, a calma das aldeias, os caminhos estreitos, as pequenas casas e também grandes prédios. Podemos destacar os edifícios que abraçam a cultura e a história portuguesa, as lojas e mercados, os passadiços e a maresia. 

Portugal é claramente destacado pela sua arquitetura, que demarca os concelhos de Norte a Sul do País. Visitar Portugal é contactar com uma arquitetura fortemente influenciada pelos povos que cá passaram no passado - romanos, suevos, visigodos, árabes. Os estilos arquitetónicos mais encontrados são o românico, gótico, renascentista, barroco e neoclássico. Em Portugal, podemos deparar-nos com traços do estilo manuelino, versão portuguesa do gótico, e com o estilo pombalino, uma dança entre o neoclassicismo e o barroco.

Falar do território português implica comentar os sabores tradicionais que acompanharam e seguem gerações. Mais do que comentar, todas as pessoas deviam ter a oportunidade de apreciar os diferentes pratos. A dieta mediterrânea - tão aclamada -, marca fortemente as refeições portuguesas. O pão, o azeite, o vinho, as sopas, os cozidos, os enchidos, os temperos, os peixes, o marisco e os doces não tendem a escapar dos cardápios dos restaurantes do país. 

Pastel De Nata, Portugal

Se saltitarmos pelas fotos das comidas habituais portuguesas, lá podemos deparar-nos com o bacalhau, as sardinhas, a francesinha, o cozido à portuguesa, os rojões, o arroz de pato, os pastéis de natas e com o caldo verde. O vinho de porto, o azeite, as azeitonas, a alheira, as pataniscas, a broa, os bolinhos de bacalhau, a salada de polvo, o molho verde, a orelha de porco, as amêijoas, o pão de ló, os caracóis e as moelas são outros produtos que não falham na gastronomia portuguesa. Podemos mencionar também os queijos, o melão com presunto, os enchidos regionais, os tremoços, os assados e o marisco. Provar o vinho é quase que obrigatório.  

Nos restaurantes, as televisões costumam estar ligadas nas notícias, nos canais de futebol ou nos programas de entretenimento. Normalmente, há sempre um burburinho altivo, apoiado nas grandes folhas de papel que revestem as mesas onde as pessoas almoçam. Em todos os lugares é servida simpatia e, por vezes, um humor ligeiramente intrusivo. 

Lá fora, as cidades são normalmente animadas com festas populares, romarias e artesanatos. Nestes eventos, é possível contactar com os lenços dos namorados, os corações de ouro, os cestos de vime, as louças tradicionais, as tapeçarias, com os artigos de cortiça ou com os famosos azulejos portugueses. Os artesãos exibem ainda trabalhos de madeira, vidro, couro, peles e barro. 

Passar por Portugal e não aventurar-se pelas praias portuguesas é como passear em Lisboa e não experimentar o tão apreciado pastel de nata. A vida marítima tem um enorme valor para a história do país. Não é possível esquecer o papel dos portugueses nos descobrimentos e na expansão marítima. Além de visitar os extensos areais, pode participar nos eventos que se desenrolam ao longo do ano nos diversos concelhos do território português. Se tiver curiosidade, explore as mosteiros, capelas e igrejas que estão espalhadas pelo país - também a religião teve um forte impacto no desenvolvimento e na essência de Portugal. 

Descubra mais especificamente os produtos, festas, traços e locais de Portugal:

Produtos da gastronomia portuguesa a não perder

  • Sardinhas 
  • Bacalhau
  • Cozido à portuguesa
  • Salada de Polvo
  • Francesinha
  • Bolinhos de Bacalhau 
  • Orelha de Porco
  • Arroz de Pato
  • Feijoada
  • Rojões
  • Queijo da Serra da Estrela
  • Broa
  • Patanisca
  • Pastéis de Nata
  • Alheira
  • Arroz à cabidela
  • Caldo verde
  • Vinho do Porto
  • Cozido das Furnas
  • Azeite
  • Marisco
  • Enchidos 
  • Canja
  • Caldeirada de Peixe
  • Leitão à Bairrada
  • Frango de churrasco
  • Açorda Alentejana
  • Tripas à Moda do Porto
  • Bifana
  • Chanfana
  • Caracóis

Algumas festas tradicionais

  • Festa das Flores, Madeira, entre abril e maio
  • Peregrinação de Fátima, Fátima, 13 de maio
  • Festa de São João, Porto, 23 e 34 de junho
  • Festa de São João, Braga, 23 e 34 de junho
  • Festa de Santo António, Lisboa, 12 e 13 de junho
  • Festival de Sintra, Sintra, entre setembro e outubro
  • Festival das Cruzes de Barcelos, Barcelos, início de maio 
  • Festival de Óbidos, Óbidos, entre fevereiro e abril ou durante novembro 
  • Festival dos Rapazes, Braganças, entre dezembro e janeiro
  • Noite Branca, Braga, nos meses de verão
  • Feira de São Mateus, Viseu, entre agosto e setembro
  • Feira de Março, Aveiro, entre março e abril
  • Festas do Senhor de Matosinhos, Matosinhos, entre maio e junho
  • Festas do Espírito Santo, Açores, junho
  • Festas Sanjoaninas, Açores, junho
  • Romaria de Nossa Senhora D'Agonia, Viana do Castelo, agosto
  • Feiras Novas, Ponte de Lima, entre agosto ou setembro
  • Festas de Nossa Senhora dos Remédios, Lamego, entre agosto e setembro

Traços distintivos de Portugal

  • Galo de Barcelos
  • Lenço dos Namorados
  • Filigrana
  • Dança dos Pauliteiros 
  • Rancho
  • Caretos
  • Fado
  • Azulejos portugueses
  • Tapetes de Arraiolos
  • Zé Povinho
  • Arte Xávega
  • Seca do peixe
  • Cante Alentejano
  • Produtos de cortiça
  • Palavra “saudade”
  • Guitarra portuguesa
  • Bordados
  • Folclore
  • Mercados 

Locais a visitar

  • Açores
  • Madeira
  • Caminha
  • Viana do Castelo
  • Braga
  • Porto
  • Aveiro
  • Serra da Estrela
  • Lisboa
  • Évora
  • Sesimbra
  • Albufeira
  • Quarteira
  • Faro
  • Portimão
  • Tavira
Portugal pelas tradições
À Descoberta
Portugal pelas tradições